Como fazer a limpeza química dos trocadores de calor a placas

Em alguns setores da indústria alimentícia, como por exemplo nas fábricas de laticínios, é fundamental e recorrente que ocorra a limpeza química dos trocadores de calor e pasteurizadores, para garantir a sua eficiência nos processos de produção. Porém essa limpeza não é tão simples. 

Seja o trocador de placas desmontáveis ou o de placas brasadas, ambos necessitam ser limpos por um processo de bombeamento de solução detergente em concentração apropriada. O enxágue também é um procedimento que requer cautela, pois é feito em determinados períodos de tempo, de acordo com o processamento do produto no interior do mesmo. Vale lembrar, que a solução detergente deve estar a uma temperatura alta e o processo de enxágue seguir os moldes do CIP.  

 

O que é CIP na indústria de alimentos? 

O método CIP ou Cleaning in Place (em português, limpeza no local), é o nome dado para o processo de higienização industrial, sendo a passagem ou a circulação dos produtos de limpeza sem a desmontagem prévia dos equipamentos, como por exemplo dos trocadores de calor, bombas e reservatórios. Nesse processo, todas as superfícies são limpas, resultando em uma higienização completa e sem vestígios de incrustação. No caso dos laticínios, o método CIP é realizado diariamente  logo após os processos de produção para que não haja quaisquer resquícios que possam prejudicar o resultado do alimento ali processado. 


Quais as vantagens da limpeza em trocadores de calor a placas?

Além de manter o equipamento dentro das normas de segurança, a limpeza recorrente dos trocadores de calor a placa tem também outros benefícios, sendo alguns deles: 

  • Eliminar paradas de manutenção; 
  • Aumentar a vida útil do equipamento; 
  • Evitar que corpos estranhos se alojem e prejudique o processamento dos produtos; 
  • Reduzir as incrustações; 
  • Aumentar o desempenho dos equipamentos; 
  • Evitar corrosão nas placas e contaminação dos produtos; 
  • Estabilizar a eficiência da troca térmica. 

 

Por fim, como realizar a limpeza dos trocadores de calor? 

Utilizando o método CIP, o ideal é que se faça um bombeamento de uma solução detergente durante 40 minutos (Importante verificar com fornecedores e as normas químicas do estabelecimento). Feito isso, é necessário a limpeza com a água corrente por 10 minutos, para manter a placa limpa e sem contaminantes, já que esses, podem afetar as características dos produtos que passam por elas. 

 

Qual a melhor solução detergente para a limpeza dos trocadores de calor? 

Quando a incrustação é de base orgânica ou de graxa, a solução que nossos técnicos recomendam é o uso de 5 litros de hidróxido de sódio 30% para 100 litros de água. 

Vale ressaltar que o correto é que essa limpeza seja feita por especialistas no assunto, sejam eles técnicos em química ou até mesmo a equipe de vendas dessas soluções. Ao acompanhar esse processo de limpeza, todos no local devem se atentar aos EPI ‘s para evitar qualquer tipo de dano e acidentes. 

Caso necessite de mais instruções ou queira entender mais sobre os trocadores de calor a placas que a Equilati Equipamentos oferece, entre em contato com nossa equipe técnica, seja de onde estiver. Atendemos todo o território nacional e internacional. 

Categorias

Conjunto de
Pasteurização

Atendimento em todo território
nacional e internacional

equilati-logo-branco-rodape